sexta-feira, 20 de abril de 2012

Art

3 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Fab! Brutal, mesmo.
É como nos importarmos com o que dizem a nosso respeito ou querermos agradar atodos perdendo a identidade.

Os cães ladram e a caravana passa, ou como diz tão bem Warhol, "just get it done(...)while they are deciding, make even more art"... que é como quem diz, be yourself! :)

Um abraço

João Roque disse...

Sem "espalhafatos", simplesmente, gosto...

. intemporal . disse...

.

.

. a arte nasce sempre no que se acrescenta . e também se acresce ao fazer.se crescer pela pompa que toda a Criação merece .

.

. sem fulgor instala.se a ir.remediavel mesquinhez e com ela proliferam então os "tais" ruídos . nados-mortos .

.

. ;) .

.

. * * * * * .

.

.